sexta-feira, 30 de julho de 2010

Lygia Pupatto lança“Muito além do jardim” em Foz

A professora Lygia Pupatto, ex-secretária da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) do Paraná, lançou, na quinta-feira, em Foz do Iguaçu, o livro "Muito além do jardim". O evento realizado na Livraria Nobel reuniu professores, jornalistas, acadêmicos e amantes da literatura. A obra já foi lançada em várias cidades do Estado, como Curitiba, Cascavel e Toledo.

No livro, Lygia descreve de forma poética os desafios e experiências na implantação do Programa Universidade Sem Fronteiras, considerado o maior programa de extensão universitária do Brasil.

Segundo a escritora, quando era reitora da Universidade Estadual de Londrina (UEL), sentia a necessidade de agregar algo à formação dos alunos. E começou a trabalhar na idealização do programa. Ela queria que os acadêmicos deixassem a universidade sabendo como exercer a profissão e, ao mesmo tempo, mais humanos.

A ideia do livro surgiu logo depois. Como conta Lygia, era cobrada pelos professores e amigos a relatar os resultados do programa. “Além do meu olhar, nas 61 páginas da obra há vários depoimentos de alunos e pessoas beneficiadas pelo Universidade Sem Fronteiras”, disse.

Joel de Lima, Renata Pialarissi (gerente da Nobel), Lygia e o vice-prefeito de Foz, Chico Brasileiro

O programa


O programa Universidade Sem Fronteiras envolve 5.400 estudantes recém-formados e bolsistas que trabalham em 600 projetos localizados em 280 municípios do Paraná. São 13 instituições envolvidas.

Desde a implantação, em 2007, até o final de 2010 serão investidos R$ 50 milhões no projeto.

Para ela, o programa é uma forma de retribuir à sociedade o investimento gasto nas universidades públicas. “A universidade pública depende do dinheiro da comunidade, nós temos de dar alguma coisa de retorno à sociedade".

O Universidade Sem Fronteiras é considerado um dos motores de desenvolvimento do Paraná e considerado, hoje, o maior programa em investimento financeiro e capital humano do Brasil.

A proposta já foi exportada para a Argentina e Europa. “Estamos acostumados a importar, mas esta experiência está sendo exportada”, disse.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Com apoio de Itaipu, mesquita será atração turística de Foz

A mesquita Omar Ibn Al-Khattab, um dos maiores templos islâmicos do Brasil, será incluída no circuito turístico de Foz do Iguaçu. O monumento já é visitado diariamente por dezenas de pessoas interessadas em conhecer um pouco da história, da religião e da arquitetura islãmicas, mas a proposta é profissionalizar o atendimento e transformar o local em mais um atrativo do município.

Samek visitou a mesquita em dezembro do ano passado (ele está de camisa vermelha). Foi quando surgiu a ideia de incluir o templo entre atrações turísticas de Foz.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira, em Itaipu, durante reunião de representantes da comunidade árabe com o diretor-geral brasileiro, Jorge Samek, além do assistente do DGB Joel de Lima e do superintendente de Comunicação Social, Gilmar Piolla.

Na reunião desta quarta-feira, detalhes do lançamento da campanha de divulgação da mesquita.
No dia 9 de agosto, na própria mesquita, será iniciada a construção de um centro de recepção de visitantes e o material de divulgação será apresentado. Piolla também disse que já está reservado um espaço no site www.fozdoiguacudestinodomundo.com.br.


Joel de Lima, Samek e Gilmar Piolla: apoio de Itaipu para que a mesquita ganhe mais destaque.

“Mostraremos que em Foz, além das Cataratas e de Itaipu, tem muitos outros locais que merecem ser visitados", afirmou o superintendente da CS. Ele completou: A mesquita é um atrativo concreto, já existe. Precisamos apenas inseri-la no rol das visitas”.

O interesse em incluir o templo no roteiro dos guias da cidade surgiu em dezembro, depois que Samek e Joel de Lima visitaram a mesquita. Segundo Samek, “a construção é linda e deve ser conhecida pelo maior número de pessoas possível”.


Reunião com a comunidade árabe, em dezembro do ano passado: da visita veio a ideia de incluir a mesquita no roteiro de Foz.

O sheik Mohsin Alhassani agradeceu o apoio da empresa. “Nosso objetivo é colaborar com o desenvolvimento social, turístico e cultural da cidade. E conseguiremos isso com a ajuda de Itaipu”.

Joel de Lima lembrou que o primeiro passo para incluir a mesquita foi verificar o interesse dos turistas e avaliar as condições do local para a receptividade. Uma equipe da Fundação Parque Tecnológico Itaipu realizou uma pesquisa de opinião entre os visitantes, guias de turismo e estudantes para saber os pontos fracos e fortes do atrativo.

Os questionaram mostraram que 60% dos visitantes da mesquita são formados por famílias. A maioria foi indicada por amigos, familiares ou curiosidade. Desses, 85% estavam no local pela primeira vez.

No geral, a maior curiosidade dos turistas é sobre a história, religião, gastronomia e arquitetura árabe. Eles disseram que a infraestrutura é deficiente: além do centro de visitantes, pediram banheiros adaptados para pessoas com deficiência física e uma loja de suvenires.

O templo, inaugurado em 1983, desperta muito interesse dos visitantes.

A mesquita, inaugurada no dia 20 de março de 1983, conta com área construída de 1.248 m2 e possui uma sala oval de 580 m2 para orações, orientada para Meca, para onde os muçulmanos se direcionam durante as cinco orações diárias.

Antes de entrar no espaço sagrado, é preciso respeitar alguns procedimentos, como deixar os sapatos na entrada do tempo e entrar descalços no salão oval. O ambiente não possui altares e imagem.

Fonte: JIE

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Mobilização marca união da fronteira na defesa de crianças

Um dos locais de lançamento da campanha foi a aduana paraguaia.

Autoridades brasileiras, paraguaias e argentinas lançaram, nesta quarta-feira, a Campanha de Comunicação Trinacional de Combate ao Tráfico e à Exploração de Crianças e Adolescentes. O lançamento foi feito na aduana do Paraguai, em Ciudad del Este, e no lado argentino da Ponte Tancredo Neves, em Puerto Iguazú.

Depois da cerimônia, os participantes distribuíram panfletos com textos pedindo o fim do tráfico de pessoas e incentivando as denúncias. O material foi produzido em espanhol, português e guarani.

A campanha é um dos resultados da 5ª Jornada Contra o Tráfico e a Exploração de Crianças e Adolescentes na Tríplice Fronteira, aberta na terça-feira, em Puerto Iguazú, na Argentina. A Itaipu Binacional foi representada por Gladis Mirtha Baez, coordenadora do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA).

Os participantes da jornada vão enviar um documento aos presidentes dos três países, apresentando propostas de campanhas de comunicação e capacitações articuladas. A meta é sensibilizar a comunidade e agentes públicos no enfrentamento à violência contra meninos e meninas.

Dina Cabañas, assessora jurídica da Secretaria Nacional de Crianças e Adolescentes do Paraguai, explica que em seu país há vários programas de prevenção, mas é preciso mais para enfrentar o problema. “Nossa população é muito pobre, o que facilita o aliciamento”, diz. De acordo com Dina, os países precisam se unir, mas a sociedade também deve estar atenta e denunciar. À polícia, cabe prender os culpados.

Legislação

O documento também pede a revisão das legislações do Brasil, Paraguai e Argentina no que diz respeito aos jovens, pois nem sempre o que é crime num país é no outro. Um dos exemplos citados por Gladis Mirtha é o tráfico interno. “No Brasil e na Argentina, o tráfico de pessoas entre municípios e estados é considerado crime; no Paraguai, não”.

Para o ministro de Direitos Humanos da província (estado) de Misiones, Argentina, Edmundo Ramón Soria, a paridade entre as leis ajudará no combate a estes crimes. Segundo o ministro, a legislação argentina é dura. “Estamos atuando na repressão. Vários traficantes e aliciadores foram condenados à prisão, em penas que podem chegar a 15 anos de reclusão”.

Um dos exemplos de trabalho unificado apontado por Edmundo foi um termo assinado entre o Paraguai e a Argentina há dois anos. Neste período, mais de 250 jovens paraguaias trabalhando na Argentina foram devolvidas ao país de origem.

Até o fim

Maria Luiza Amaral de Rizzotti, secretária nacional de Assistência Social, reforçou a ideia de trabalho integrado e colocou toda a rede de serviços brasileira à disposição dos vizinhos. “Esta é uma luta muito importante para agirmos sozinhos. Precisamos de integração e comunicação”.

Fonte: JIE

Lula e Dilma fazem comício em Curitiba no sábado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a candidata à presidência da República, Dilma Roussef (PT), cumprem agenda neste sábado (31), em Curitiba.

Eles desembarcam na capital paranaense para participar de um comício organizado pela coligação "A união que faz um novo amanhã", que tem como candidato ao governo, Osmar Dias (PDT), como vice Rodrigo Rocha Loures (PMDB), e ao senado Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB).

A expectativa é reunir 100 mil pessoas de várias partes do Paraná na Boca Maldita, centro de Curitiba, local aonde será realizado o ato. As atividades começa às 10h.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Joel confirma presença de Lula em Foz

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará em Foz do Iguaçu nos dias 1 e 2 de setembro”, confirmou Joel de Lima, assistente do diretor-geral de Itaipu, em entrevista ao Programa Encontro Marcado, na Rádio Foz.

O presidente desembarca na cidade no 1 à tarde. No início da noite, tem uma agenda com a ministra Nilcéia Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

No dia 2, pela manhã, Lula e o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, participam da inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim das Palmeiras. Esta será a 44ª unidade do país e a primeira da região Sul. O prédio foi construído com recursos do Governo Federal.

Estas unidades funcionam 24h e contam com estruturas de complexidade intermediária entre as unidades básicas de Saúde e as portas de urgência hospitalares, onde em conjunto com estas compõe uma rede organizada de atenção às urgências.

Unila

Logo em seguida, Lula da boas-vindas a primeira turma de estudantes da Universidade Latino-Americana (Unila). A universidade começa a receber os primeiros acadêmicos na segunda quinzena de agosto.

Relaf
Ainda no dia 2, à tarde, o Chefe do Executivo Brasileiro faz a abertura do Seminário Latino-americano de Acolhimento Familiar a ser realizado em Foz entre os dias 2 e 4 de setembro, no Parque Tecnológico de Itaipu (PTI).

O evento é uma realização da Rede Latino-americana de Acolhimento Familiar (Relaf), com a organização da Rede Proteger, o apoio da Itaipu Binacional e da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal. A expectativa é reunir 700 pessoas, de 20 paises da América Latina.

Linhão de Itaipu
Neste final de semana, Lula participa de uma reunião com presidente do Paraguai Fernando Lugo, em Assunção. Na pauta do encontro estão assuntos relacionados ao desenvolvimento regional e a integração da América Latina. Principalmente, detalhes da implantação do linhão de 500 kV, que irá reforçar o abastecimento de energia à capital paraguaia. Jorge Samek e outros diretores de Itaipu também devem participar da reunião.

De acordo com Joel, esta linha será muito importante para o desenvolvimento do Paraguai, pois o país está em plena expansão. "Em 1985, a demanda de energia era de 200 MW, hoje, 1600 MW. A infraestrutura não acompanhou. Precisamos dar resposta rápida”, salientou.

Conforme Joel, o presidente Lula assumiu o compromisso de apoiar o Paraguai na construção da linha. Itaipu viabilizou o projeto executivo e o financiamento será via o Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (Focem). Anualmente, o Brasil deposita no fundo U$ 100 milhões. O linhão custará U$ 400. Para colaborar com o país vizinho, o Brasil fará um repasse extra.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Miss Paraná Marylia Bernardt tem nova madrinha

Joel e a Miss Paraná: reconhecimento à divulgação que ela proporciona à região.

A Miss Paraná Marylia Bernadt, terceira mulher mais bela no concurso Miss Brasil 2010, agora tem nova madrinha: a Itaipu Binacional.

Na sexta-feira, Marylia recebeu do assistente do DGB Joel de Lima e do prefeito de São Miguel do Iguaçu, Armando Polita, um cheque representando o apoio financeiro da empresa. O valor será utilizado para custear as despesas da Miss Paraná em viagens.

Ela começou a carreira em 2009, ao ser eleita Miss São Miguel do Iguaçu. Segundo Joel, o apoio à miss é uma forma da Itaipu divulgar o turismo regional. “O turismo vive de divulgação. A Marylia, com sua participação nos concursos, tem divulgado muito a nossa região”, disse.

Lygia Pupatto lança “Muito Além do Jardim” nesta quinta-feira

A professora e ex-secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), do Paraná, Lygia Pupatto lança o livro “Muito Além do Jardim”, nesta quinta-feira (29), em Foz do Iguaçu. A apresentação da obra e a sessão de autógrafo ocorrerá a partir das 19h30, na Livraria Nobel, no Cataratas JL Shopping.

No livro, de forma poética, utilizando imagens e textos leves, Lygia descreve os desafios que ela e sua equipe enfrentaram até a implantação do maior programa de extensão universitária do Brasil: o Universidade Sem Fronteiras.

A obra, além de ser o relato pessoal da autora, discorrendo sobre sua trajetória na docência e na política, traz, também, o depoimento de pessoas que participaram de alguma maneira do programa, seja na elaboração, implantação, ou que foram beneficiadas pelos projetos e pesquisas que o compõem.

Sem Fronteiras

Desde sua implantação em 2007, o Universidade Sem Fronteiras vem transformando as universidades do Paraná em um dos motores de desenvolvimento do estado. É considerado, hoje, o maior programa em investimento financeiro e capital humano do Brasil.

Há três anos, equipes multidisciplinares compostas por educadores, profissionais recém-formados e estudantes das universidades e faculdades públicas do Paraná, trabalham em centenas de projetos sociais em mais de 200 municípios com baixo Índice Desenvolvimento de Desenvolvimento Humano (IDH).

Segundo Lygia, a aplicação do Universidade Sem Fronteiras está sendo discutida por países como França e Uruguai.

Festa de São Cristóvão reune mais de 8 mil pessoas


Festa atraiu milhares de fiéis à Paróquia São Paulo.

Com o tema “Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, a 39ª edição da Festa de São Cristóvão de Foz do Iguaçu reuniu mais de 8 mil pessoas, na Paróquia São Paulo, na Vila Maracanã.

Programação também incluiu uma série de atrações para a criançada.

A atividade em comemoração ao padroeiro dos motoristas começou logo pela manhã, com missa. Depois, cerca de 4 mil veículos seguiram pelas principais avenidas da cidade.

Durante a bênção do padre, os motoristas receberam materiais alusivos ao tema, como adesivos, sacolas de lixo e folders. As frases pediam para os motoristas não deixarem que a exploração sexual trafegue pelas rodovias brasileiras. Em outros, o foco era o incentivo à denúncia: “Exploração de menores termina onde começa a sua denúncia. Não se cale, disque 100”.

As atividades foram encerradas com o tradicional churrasco.

Para a criançada

Enquanto os pais eram orientados sobre a importância de eliminar a violência contra os jovens, as crianças aproveitaram a programação organizada pela Cáritas Diocesana de Foz do Iguaçu, com o apoio do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu. No pátio da igreja, foi montada uma grande área de recreação com brinquedos infláveis, cama elástica, piscina de bolinhas, pula-pula, escorregador, elástico, perna-de-pau e amarelinha.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Atendimento a crianças vítimas de violência será ampliado em Foz

Patrocinado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos e entidades locais, o Programa de Ações Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual (PAIR) começa a ser estruturado em Foz do Iguaçu nos próximos 60 dias. O objetivo é prevenir agressões e melhorar o atendimento de crianças vítimas de violência na região.

Modelo semelhante será aplicado nas demais fronteiras dos países integrantes do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

A primeira fase do programa foi debatida nesta sexta-feira, na reunião da Rede Proteger, no Parque Tecnológico Itaipu. Sueli Ruiz, da equipe do PAIR em Foz do Iguaçu, apresentou os dados de uma pesquisa realizada na cidade para identificar os problemas e as dificuldades enfrentadas pelas instituições responsáveis por garantir que os direitos das crianças sejam respeitados.

O relatório mostrou que a maioria das instituições enfrenta problemas de infraestrutura e até por não existir um banco de dados que possibilite consultas sobre o atendimento dessas entidades.


Diagnóstico

O Diagnóstico Rápido e Participativo no Mercosul, iniciado no fim de 2009 e concluído este mês, aplicou questionários em 42 instituições de Foz do Iguaçu, entre as quais a Polícia Federal, o Conselho Tutelar, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o Albergue Noturno, o Instituto Elos, a Guarda Mirim e o Instituto RPC, além de postos de saúde.

O relatório identificou problemas de infra-estrutura, o que inclui carência de profissionais e até de transporte para o atendimento das denúncias de maus-tratos. Outra dificuldade é a ausência de informações: não há registros sobre as atuações dessas instituições em 2007 e 2008.


O Creas, por exemplo, que atende cerca de 800 famílias de Foz, relata a carência de pessoal e a rotatividade dos funcionários que atuam na entidade como os principais problemas. Mesmo com dificuldades, o Creas prestou 8.129 atendimentos em 2009, dos quais 425 relacionados à exploração do trabalho infantil; 317 casos referiam-se a exploração sexual e 25 a abusos sexuais.


O Hospital Ministro Costa Cavalcanti, referência no acolhimento de crianças vítimas de violência, contabilizou 118 atendimentos no ano passado.


Para Sueli Ruiz, falta de banco de dados é um problema grave.

Sueli Ruiz enfatiza a preocupação por não existir um banco de dados único para o acompanhamento dos casos, desde a denúncia até a consulta médica ou a inclusão dessas crianças em algum programa de atenção. “Não podemos afirmar que as crianças identificadas pelo Creas foram encaminhadas ao Hospital Costa Cavalcanti ou vice-versa”, afirmou Sueli.

A Polícia Federal registrou no ano passado apenas um caso de tráfico de pessoas. Segundo os delegados, a estrutura é boa, mas os casos não chegam até a polícia.

Políticas Públicas


Conforme Gladis Mirtha Baez, coordenadora do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu, a divulgação desses números foi muito importante. Agora, a Rede Proteger tem subsídios para cobrar a implantação de políticas públicas nesta área. “Sabemos onde existem os problemas. O governo federal tem vários programas de prevenção, basta apresentarmos projetos e direcionarmos para o município”, disse.

A pedagoga Ivânia Ferronato, coordenadora interina da Rede disse que, embora Foz possa ser considerada exemplo no acolhimento de meninos e meninas, pois há muitos anos deixou de manter as crianças em orfanatos e utiliza o modelo das casas-lares, necessita de mais investimentos. “A demanda é muito grande, precisamos de mais políticas públicas”, salientou.

Fonte: JIE

Campanha de Dilma, Osmar e Gleisi estará nas ruas nos próximos dias

Os materiais de divulgação como bandeirolas, cartazes, faixas e adesivos da campanha de Dilma Roussef à presidência da República, Osmar Dias ao governo do Paraná e Gleisi Hoffmann ao senado tomará as ruas de Foz do Iguaçu e região nos próximos dias.
Para preparar os coordenadores e as equipes de trabalho, prefeitos e representantes dos seis partidos (PDT, PMDB, PT, PR, PC do B e PSC) da coligação “A união faz um novo Paraná” participaram de uma reunião na última quinta-feira (22) no Hotel Bella Itália, em Foz.

O próximo encontro está marcado para 5 de agosto, em São Miguel do Iguaçu. Neste dia, prefeitos das 10 cidades vizinhas à Foz do Iguaçu apresentarão uma pesquisa de intenção de votos em suas cidades. A proposta foi encaminhada pelo prefeito de Foz, Paulo Mac Donald Ghisi.

Para o chefe do Executivo de São Miguel do Iguaçu, Armando Polita, cada município deve estabelecer qual a melhor forma de fazer a campanha. “Cada um conhece a sua realidade”, frisou.
Segundo o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Foz, Pedro Tonelli, o Paraná será vitorioso se o resultado desta coligação for favorável. “É muito importante para o estado estar em sintonia com as políticas do governo federal”, frisou.

Preparados

Em seu discurso, Jorge Samek fez um breve comentário sobre a vida dos candidatos da majoritária.

Dilma - Está preparada para governar o Brasil. Foi ministra da Casa Civil e esteve envolvida em todos os projetos encabeçados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Como ministra de Minas e Energia foi minha chefe por dois anos. Nunca vi mulher tão competente e organizada”, disse.

Osmar - É um homem muito respeitado e com todas as condições para fazer a gestão do Paraná nos próximos quatro anos. “Ele estudou este estado. Conhece cada canto. Vai ser um grande governador”.
Gleisi - ex-diretora financeira executiva da Itaipu Binacional, é um fenômeno. “A Glesi é especialista em orçamento público e responsabilidade social. Ela é competentíssima”, acrescentou. Ele finalizou dizendo que esta chapa dá tranqüilidade para fazer campanha. “Com este grupo vamos melhorar não apenas a nossa região, mas o nosso estado e o nosso país”.

Fazem parte deste grupo as cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel, Medianeira, Matelândia, Ramilândia, Missal, Itaipulândia, Serranópolis do Iguaçu e Santa Helena. Juntos, somam 300 mil eleitores.

Fotos: Arquivos

Jornada contra exploração de crianças reúne Brasil, Paraguai e Argentina

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à ome promove nos dias 27 e 28, no Hotel Esturión em Puerto Iguazú, na Argentina, a 5ª Jornada contra o Tráfico e a Exploração de Crianças e Adolescentes na Tríplice Fronteira.

A proposta do encontro é desenvolver uma estratégia trinacional para capacitar e sensibilizar a população e autoridades da Tríplice Fronteira no enfrentamento à violência contra meninos e meninas nesses países. Itaipu será representada pelo assistente do diretor-geral, Joel de Lima.

Pioneira nos trabalhos de prevenção e combate à exploração infanto-juvenil, Itaipu faz parte da Rede Proteger, em que representantes de 30 instituições se reúnem mensalmente para definir ações a serem desenvolvidas em Foz do Iguaçu para prevenir maus-tratos e retirar jovens da situação de risco.

Itaipu mantém ainda o Projeto Meninos do Lago, em parceria com a Federação Paranaense de Canoagem. O projeto prepara 80 meninos carentes para disputar as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Eles treinam diariamente no Canal de Itaipu.

O Projeto “Plugado!”, em parceria com a Casa do Teatro, beneficia 40 adolescentes de 10 escolas públicas de bairros carentes de Foz do Iguaçu, onde existe incidência de risco social, violação ou desrespeito aos direitos da juventude. O projeto capacita esses jovens para atividades de agente cultural nas escolas, remunerando-os com R$ 100 por mês. Eles depois repassam os conhecimentos e habilidades para outros 400 estudantes.

Fonte: JIE

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Programa Federal de enfrentamento à violência será apresentado à Rede Proteger

O Programa de Ações Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual (PAIR) será apresentado nesta sexta-feira (23) aos representantes das 30 instituições integrantes da Rede de Proteção Integral à Criança e ao Adolescente (Rede Proteger). A reunião começa às 9h, no Espaço Florestan Fernandes, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

Durante o dia, serão debatidos vários outros temas, incluindo o Plano Municipal de combate à Violência.

A Rede é uma forma coletiva de planejar e organizar as entidades, comunidades, recursos e ações em defesa dos direitos da criança e do adolescente na região, assim como, no combate e prevenção da violência.

A Itaipu Binacional é parceria através do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA).

Festa de São Cristovão será realizada neste domingo


A 39a edição da Festa de São Cristóvão de Foz do Iguaçu será realizada neste domingo (25), na Igreja Católica da Vila Maracanã. O combate à exploração e à violência sexual contra crianças e adolescentes será tema da festa promovida pela Cáritas Diocesana e Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA) de Itaipu.

A expectativa é reunir 8 mil pessoas entre motoristas, caminhoneiros e comunidade católica da cidade e região, com início previsto para as 8h30, com missa em homenagem a São Cristóvão.

Depois da missa, inicia a carreata e a bênção aos veículos. Na programação estão previstas ainda atividades de sensibilização sobre o tema, distribuição de materiais, banner e adesivos. O objetivo é incentivar a comunidade e, especialmente, os motoristas e caminhoneiros, a denunciar esses crimes.

Mas a festa não terá apenas discussão para adultos. Uma programação especial voltada para as crianças, no pátio da igreja, vai incluir cama elástica, piscina de bolinhas, pula-pula, escorregador, elástico e perna-de-pau. E também amarelinha.

Peça estratégica

Para o padre Sérgio Bertotti, a festa de São Cristóvão é uma oportunidade única para discussão de temas importantes, já que reúne milhares de pessoas e centenas de motoristas, público-alvo da atividade.

O assistente da diretoria-geral de Itaipu, Joel de Lima, concorda. Segundo ele, a empresa apoia a iniciativa justamente por entender que o profissional da estrada é peça estratégica para ajudar no combate à exploração sexual de crianças e de adolescentes. “Esta ação faz o elo entre a sociedade organizada e o motorista”.

Confira a programação

3h: Início do trabalhos

7h: Alvorada festiva (fogos)

8h30: Missa solene em honra a São Cristóvão

9h30: Inicio da carreata

10h: Bênção a veículos

12h: Almoço festivo (Costelão "fogo de chão")

13h: Show com Bárbara e Léo

14h: Sorteio da "rifinha" (motocicleta)

16h: Sorteio da rifa (carro)

18h: Encerramento da festa

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Tríplice Fronteira terá política única de saúde do viajante

Cerca de 20 técnicos do Brasil, Paraguai e da Argentina concluem nesta quarta-feira o primeiro esboço de uma política pública única sobre saúde do viajante para a Tríplice Fronteira. A oficina é promovida pelo GT-Itaipu Saúde.


“Esse é o nosso primeiro encontro, mas com certeza, em breve, conseguiremos finalizar a proposta de política unificada”, bioquímico André Larcerda de Carvalho, do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde.

“Precisamos proteger tanto os turistas dos riscos aos quais se expõem durante uma viagem, quanto os que podem representar à população”, disse. Caso a política única para as três fronteiras já estivesse em vigor, lembrou, o índice de pessoas contaminadas pelo vírus H1N1, transmissor da gripe A, seria menor.

Toda a discussão é embasada no Regulamento Sanitário Internacional (RSI), da Organização Mundial da Saúde (OMS), que ampara juridicamente e recomenda aos países membros o cumprimetno de normas com o objetivo de assegurar o máximo de segurança contra a disseminação de doenças como febre amarela, cólera e peste humana.

Fonte: JIE

GT-Itaipu Saúde faz parceria com a Unati

A Universidade Aberta para a Terceira Idade (Unati) apresentou, na última reunião do Grupo de Trabalho Itaipu Saúde (GT-Itaipu Saúde), o método de atuação e as perspectivas do ensino ao idoso para os próximos anos.

As Unatis foram criadas para oferecer qualidade de vida aos idosos e ajudar a no sentido de se chegar a uma velhice bem sucedida. Atualmente, são 150 instituições espalhadas pelo Brasil. Em Foz do Iguaçu, a Unati funciona na Universidade do Oeste do Paraná (Unioeste) e conta com 33 alunos.

A proposta da apresentação foi firmar parcerias com o colegiado para a realização de cursos profissionalizantes. Um deles é capacitar profissionais de enfermagem e também a comunidade em geral para atender e conviver com as pessoas acima de 60 anos.

Segundo Joel de Lima, coordenador do GT-Itaipu Saúde, a Itaipu já é parceria da instituição através do programa Rede Cidadã, o qual incentiva e apoia a alfabetização de jovens e adultos. “Agora, o GT-Itaipu Saúde também apoiará as ações da Unati dentro do eixo-temático Saúde do Idoso”, afirma.

Fonte: JIE

terça-feira, 20 de julho de 2010

TV Palestina entrevista personalidades brasileiras

A TV Palestina Club está no Brasil para gravar um programa sobre os palestinos que vivem no país. Ainda na pauta, os costumes, os destinos turísticos e as personalidades brasileiras. Sobretudo as que apóiam a causa palestina.
Em Foz do Iguaçu, a equipe de reportagem visitou a Itaipu Binacional e entrevistou Joel de Lima, assistente do diretor-geral brasileiro.

Joel falou sobre a construção da hidrelétrica e os programas de responsabilidade social mantidos pela empresa. Ao final, mandou um recado aos telespectadores daquele país. “O povo palestino tem aliados em todo o mundo. Nós somos alguns deles”.

Na semana passada, a repórter Ihsan Turkieh entrevistou Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Na lista também, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O primeiro programa da TV Palestina Club foi gravado no Chile.
Após a entrevista, recebeu um lenço palestino

Combate à violência sexual contra crianças é tema da Festa de São Cristóvão

O combate à exploração e à violência sexual contra crianças e adolescentes é tema da 39ª edição da Festa de São Cristóvão de Foz do Iguaçu. A festa, que homenageia os motoristas, será realizada no próximo domingo (25), na Igreja Católica da Vila Maracanã. A promoção é da Cáritas Diocesana e do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA) de Itaipu.


Na programação estão previstas atividades de sensibilização sobre o tema, distribuição de materiais, banner e adesivos. O objetivo é incentivar a comunidade e, especialmente, os motoristas e caminhoneiros, a denunciar esses crimes.

A ação foi inspirada no programa “Na Mão Certa”, idealizado pelo Childhood Brasil, que busca mobilizar a sociedade para combater a exploração sexual infanto-juvenil nas rodovias brasileiras.


Mas a festa não terá apenas discussão para adultos. Uma programação especial voltada para as crianças, no pátio da igreja, vai incluir cama elástica, piscina de bolinhas, pula-pula, escorregador, elástico e perna-de-pau. E também amarelinha.

“Ao invés de estar nas ruas ou trabalhando, queremos nossas crianças brincando e crescendo felizes”, disse a presidente da Cáritas Diocesana, Alzira Cechin.


Nas estradas
Para o padre Sérgio Bertotti, a festa de São Cristóvão é uma oportunidade única para discussão de temas importantes, já que reúne milhares de pessoas e centenas de motoristas, público-alvo da atividade.


O assistente da diretoria-geral de Itaipu, Joel de Lima, concorda. Segundo ele, a empresa apoia a iniciativa justamente por entender que o profissional da estrada é peça estratégica para ajudar no combate à exploração sexual de crianças e de adolescentes. “Esta ação faz o elo entre a sociedade organizada e o motorista”.

No caso de Foz do Iguaçu, há uma preocupação a mais. De acordo com um guia produzido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a região de fronteira, especialmente nos trechos da BR-277 de acesso ao município, apresenta pontos de vulnerabilidade e casos recorrentes de exploração sexual de menores. O documento está disponível no endereço eletrônico www.namaocerta.org.br.

Fonte: JIE

Saúde do viajante na pauta do GT-Itaipu Saúde

O Grupo de Trabalho da Itaipu (GT-Itaipu Saúde) abriu nesta terça-feira, no Parque Tecnológico da Itaipu (PTI), uma oficina de trabalho sobre a saúde do viajante. Os trabalhos prosseguem até quarta-feira.

O objetivo é definir diretrizes para a implantação de um programa de Saúde do Viajante na Tríplice Fronteira, dentro do marco do Regulamento Sanitário Internacional.

O evento conta com a participação de 20 técnicos e especialistas das instituições da saúde pública do Brasil, Paraguai e Argentina e da Organização Pan-americana de Saúde (OPS).

GT-Itaipu Saúde discute detecção de câncer de mama

O Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde (GT-Itaipu Saúde) apresenta nesta terça-feira, na 79ª reunião do colegiado, a proposta de um curso sobre detecção de câncer de mama e de colo uterino. A expectativa é capacitar profissionais que atuam na atenção primária no Brasil, Paraguai e Argentina para identificar a doença a partir dos primeiros sinais, evitando complicações e até a morte. A reunião está marcada para as 9h, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil o câncer de mama é o que mais causa morte entre as mulheres, além dos danos psicológicos.

Os integrantes do GT-Itaipu Saúde discutem ainda a realização de uma pesquisa dos fatores de transmissão da tuberculose na Tríplice Fronteira e temas relacionados à saúde do idoso, saúde do indígena e doenças mentais.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Modelo brasileiro de combate à dengue é referência para Paraguai e Argentina

O método brasileiro para fazer o Levantamento Rápido de Índice do Aedes aegypti (LIRA), e assim evitar epidemias de dengue, está sendo implementado no Paraguai e na Argentina. Cerca de 60 técnicos dos três países participaram nesta quinta e sexta-feiras, em Itaipu, de um curso para saber como verificar o nível de infestação do mosquito.

O curso foi ministrado pelo Ministério da Saúde do Brasil.


A capacitação promovida pelo Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde foi ministrada por técnicos do Ministério da Saúde do Brasil.

Durante os dois dias de aula, os profissionais aprenderam a avaliar a densidade larvária e, depois, lançaram os dados em um software, disponibilizado pelo próprio Ministério.

Segundo Roberto Abdala (foto), representante do Ministério da Saúde da Província de Misiones, na Argentina, depois deste treinamento os técnicos repassarão os conhecimentos para os demais agentes sanitários.

“Com este modelo de trabalho conseguiremos reduzir os índices de dengue na Tríplice Fronteira”, afirmou.

Para Nídia Martínez (foto), da Secretaria Nacional de Erradicação do Paludismo do Paraguai, o LIRA agilizará a identificação dos locais de riscos e assim, mobilizar a população antes de uma epidemia.

“No nosso método, o resultado do índice de infestação era conhecido em até dois meses. Com o LIRA, em duas semanas”, disse.


Mosquito adaptado

O supervisor do Centro de Controle de Zoonoses de Foz do Iguaçu (CCZ), Jean Rios, explicou que o LIRA é aplicado no Brasil desde 2003. “Realizamos os testes até quatro vezes por ano em Foz e verificamos quais os locais mais problemáticos. Depois, promovemos campanhas”, explicou.

Embora o método venha sendo utilizado há sete anos, não foi possível erradicar a dengue por ser uma doença endêmica. “O Aedes aegypti não é mais considerado exótico. Ele se adaptou à região. O que podemos fazer é prevenir surtos”, acrescentou.


No entendimento de Joel de Lima, coordenador do GT-Itaipu Saúde, a principal vantagem deste treinamento é a integração e a troca de conhecimentos. “Os três países utilizarão a mesma fórmula para combater a dengue, o que a torna mais eficaz”, completou.


Índices

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é considerado tolerável encontrar um foco do mosquito a cada cem residências ou estabelecimentos comerciais. Quando o coeficiente sobe para três deve ser dado sinal de alerta e, acima deste número, há risco de epidemia.

Fonte: JIE

Secretário de Ciência e Tecnologia confirma curso de Medicina em Foz

O campus de Foz do Iguaçu da Universidade do Oeste do Paraná (Unioeste) terá curso de medicina nos próximos anos. O anúncio oficial foi feito, nesta sexta-feira (16), pelo secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Nildo Lübke em uma reunião com o diretor-geral da Itaipu, Jorge Samek e Joel de Lima, responsável pelas negociações entre a empresa e a Universidade.



Durante a reunião de trabalho Lübke estipulou um prazo de 30 dias para determinar quando as primeiras vagas serão abertas.

A proposta inicial é que o Campus de Cascavel, dobre o número de vagas. De 40 passe para 80. Esses novos 40 acadêmicos estudarão em Foz.

Segundo Joel, estes detalhes estão sendo “costurados” há pelo menos um ano entre a direção da Unioeste, Itaipu e demais parceiros.

Para Samek, a implantação do curso em Foz é de grande importância para a região: “Uma ampliação no número de médicos será benéfica não apenas para Foz do Iguaçu, mas todos os outros municípios vizinhos”, disse.

Necessidades

O objetivo do encontro foi discutir as necessidades da Unioeste para implantação do curso. Entre elas, laboratórios, estrutura, equipamentos, corpo docente e biblioteca, o investimento deverá ser da ordem de R$ 12 milhões, divididos nos seis primeiros anos do curso – tempo necessário para a formação da primeira turma. “A estrutura que temos para o curso de enfermagem não é adequada para o de Medicina, por isso a necessidade do investimento”, explicou o pró-reitor de Graduação da Unioeste, Eurides Küster Macedo Junior.

Hospital-escola

A ideia é que o Hospital Costa Cavalcanti possa vir a ser o hospital-escola para os alunos do curso. “A aceitação do corpo clínico do hospital foi muito boa, a ideia foi muito bem aceita”, declarou o diretor-superintendente da Fundação Itaiguapy, Anilton José Beal.

Também participaram da reunião o deputado estadual Chico Noroeste, a diretora-geral do campus de Foz do Iguaçu da Unioeste, Renata Camacho Bezerra e a coordenadora do curso de enfermagem da instituição, Lílian Lessa Cardoso.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Plugados apresentam show de teatro e música


Aprendizado cultural: crianças participam de oficina em uma das escolas integrantes do projeto.

O resultado das oficinas do projeto “Plugado – Canais Ligados na Cultura!” poderá ser conferido a partir desta quarta-feira (14), durante a Mostra da Cidadania 2010, no Teatro Barracão. O Plugado! é mantido pelo Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu, e pela Casa do Teatro, com o apoio do Núcleo Regional da Educação (NRE).

As oficinas foram ministradas em dez escolas públicas de Foz do Iguaçu. O trabalho dos 40 jovens estudantes que participaram das aulas práticas poderá ser visto até a próxima sexta-feira (16). Os jovens, entre 14 a 18 anos, encenarão peças de teatro, show de jazz, street dance, ballet, dança contemporânea e música.

Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, esteve na Itaipu em maio, quando participou do "Festival Fala aí!".

O projeto capacita meninos e meninas para desenvolver atividades de agente cultural nas escolas da cidade, com o objetivo de torná-los multiplicadores de conhecimentos e habilidades adquiridas para outros 400 estudantes. Os “plugados”, como são chamados os participantes do projeto, recebem ainda um benefício mensal de R$ 100.

Desde o inicio das atividades, há seis meses, dois grandes eventos já foram organizados para difundir o projeto. O primeiro reuniu 250 jovens no Refúgio Biológico e, no outro, mais de 2 mil adolescentes participaram do Festival Fala aí! A atividade contou com a presença do vocalista da Banda Detonautas, Tico Santa Cruz. Também, foram realizadas dezenas de oficinas.

Auditório do Refúgio Biológico Bela Vista lotado de "plugados": local foi um dos espaços utilizados pelos jovens.

Confira a programação

A Mostra da Cidadania reune produções de estudantes dos colégios Cataratas do Iguaçu, Professor Flávio Warken, Professora Carmelita, Três Fronteiras, Almirante Tamandaré, Barão do Rio Branco, Gustavo Dobrandino da Silva, Carlos Drummond de Andrade, Dr. Arnaldo Busatto e Monsenhor Guilherme, além da escola municipal Getúlio Vargas e dos alunos da Casa do Teatro.

O Teatro Barracão fica na Avenida República Argentina, 500, Conjunto Libra, Foz do Iguaçu. Os espetáculos começam sempre às 19h30 e a entrada é gratuita.

Dia 14
Musical: “O amor e seus encantos”, Dança Contemporânea e Jazz
Teatro: “Infância” e “Antônio meu Santo”
Quadrinhas: “Aqui na Roça” e Jazz

Dia 15
Teatro: “O Banquete da Vida”, “Papo de Adolescente” e Dança Contemporânea
Sarau: “Palavras” e Street Dance

Dia 16

Sarau: “Eu tenho os meus direitos”, Dança Contemporânea, Dança Indiana e Street Dance
Teatro: “Voto Consciente”


terça-feira, 13 de julho de 2010

Agentes são treinados para controlar Aedes aegypti

Cerca de 60 técnicos e agentes dos programas de controles de vetores do Brasil, Paraguai e Argentina participam de um curso teórico-prático para verificar na região de fronteira o nível de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. As aulas serão nesta quinta e sexta-feira, no Centro de Treinamento da Itaipu (MD).

Promovido pelo Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde e ministrado por técnicos do Ministério da Saúde do Brasil, a proposta do curso é capacitar esses agentes para que, periodicamente, possam fazer o controle de campo e o Levantamento Rápido de Índice do Aedes aegypti (Lira) em seus municípios.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é considerado tolerável encontrar um foco do mosquito a cada cem residências ou estabelecimentos comerciais. Quando o coeficiente sobe para 3 deve ser dado sinal de alerta e, acima deste número, há risco de epidemia.

Lira

Para chegar aos índices finais, durante o treinamento, os profissionais aprenderão a avaliar a densidade larvária e a mensuração será feita por amostra probatória dos imóveis na área urbana nos municípios.

O Lira é resultado do cumprimento de quatro etapas e procedimentos: reconhecimento geográfico (local onde será estudado); criadouros (depósitos que contenham água, como caixas d´água, pratos, garrafas, ralos, fontes ornamentais e pneus); levantamento de índices; e planejamento operacional (incluir dados no sistema).

Os técnicos aprenderão também a utilizar o software disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

De 1º de janeiro até hoje, foram registrados 9.430 casos de dengue nos municípios da 9ª Regional de Saúde. No Paraná, foram 15.617 casos. Desse total, seis pessoas morreram.

Fonte: JIE

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Copa de 2014: 2 mil iguaçuenses serão capacitados para atender turistas

O programa de capacitação foi apresentado por Márcio Oliveira.

Mal acabou a Copa do Mundo da África do Sul, já começam os preparativos para as disputas de 2014, no Brasil. Representantes do Ministério do Turismo apresentaram nesta segunda-feira o Programa de Qualificação no Turismo, para empresários e representantes do setor turístico de Foz do Iguaçu. Itaipu foi representada pelo assistente do diretor-geral da Itaipu, Joel de Lima.

No Paraná, o programa vai capacitar gratuitamente profissionais que vão prestar atendimento aos turistas que vierem assistir aos jogos da Copa do Mundo. Com expectativa de ser sub-sede da competição e por ser um dos destinos turísticos brasileiros mais visitados, Foz do Iguaçu é uma das 11 cidades paranaenses beneficiadas pelo programa.

No município, os cursos começam em setembro. Serão treinadas aproximadamente duas mil pessoas em diversas áreas, como postura profissional, qualidade no atendimento, idiomas, ética e turismo. Embora sejam abertos à comunidade em geral, a expectativa é capacitar taxistas, recepcionistas de hotéis, garçons, camareiras, atendentes de bar, profissionais da saúde e guias de turismo.

Pesquisa

Durante o lançamento do Qualificação no Turismo, o coordenador do programa, Márcio Oliveira, mostrou dados de uma pesquisa feita entre 400 profissionais da cidade, para identificar as principais lacunas no atendimento aos turistas.

Os números apontam principalmente para a preocupação no que se refere ao atendimento emergencial aos turistas, bem como à falta de segurança na cidade, bem como problemas no transporte público.

Outras informações e inscrições no site: www.qualificacaoturismoturismopr.org.br

Fonte: JIE

Itaipu publica Estatuto da Criança em novo formato

Atualizado e com novos artigos, o Estatuto da Criança da Criança e do Adolescente (ECA) completa nesta terça-feira, 13 de julho, 20 anos de criação. Além de focar em determinações para garantir à criança o direito à infância, educação e moradia, conta agora também com regras para adoção.

As inclusões foram feitas após a publicação da Lei 12.010/2009, que traz o conceito de família extensa (ou ampliada).

No Paraná, o Eca ganhou um novo formato: o de bolso. Com o apoio da Itaipu, o Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança do Adolescente re-editou o Estatuto, criado em 1990. O documento ficou menor e mais fácil de manusear.



Segundo Valternir Lazzarini, organizador do ECA, as modificações foram feitas com o objetivo de facilitar a leitura. O tamanho reduzido permitirá aos conselheiros tutelares ter o Estatuto sempre às mãos. Nas crianças, principais beneficiadas, a ideia é despertar interesse na leitura para conhecer seus direitos.

Gladis Mirtha Baez, coordenadora do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente da Itaipu, apesar de o Estatuto ter sido criado há 20 anos, centenas de jovens são vítimas de maus tratos diariamente e não têm seus direitos respeitados. “Estamos distribuindo esta nova versão para toda a comunidade. Todos precisam conhecer e fazer cumprir as determinações”, disse.

Apresentação

A apresentação do novo Eca foi feita pelo assistente do DGB Joel de Lima. No texto, ele afirma que os novos artigos “deixam mais claros os procedimentos em relação à adoção e para a aplicação da medida protetiva de acolhimento, seja na modalidade institucional ou familiar. Ao mesmo tempo remete à necessidade, imprescindível a existência de programas de atendimento à família, incluindo ações preventivas às causas de abandono, abuso, exploração, negligência e maus-tratos”.

Fonte: JIE

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Consórcio intermunicipal fará gestão de recursos do MinC

Um consórcio intermunicipal fará a gestão dos recursos do Ministério da Cultura do Brasil (MinC) e da Secretaria Nacional de Cultura do Paraguai para investir em projetos culturais nos dois países.

A estratégia foi definida na quarta-feira, em São Miguel do Iguaçu, em reunião de técnicos do MinC, dos municípios envolvidos e da Itaipu Binacional, facilitadora do processo.

A assinatura do protocolo, pelos ministros da Cultura do Brasil e Paraguai e diretores-gerais de Itaipu das duas margens.


Protocolo assinado em fevereiro pelo ministro da Cultura do Brasil, Juca Ferreira, pelo ministro da Secretaria Nacional de Cultura do Paraguai, Tício Escobar, e pelos diretores-gerais brasileiro e paraguaio de Itaipu, Jorge Samek e Gustavo Codas Friedmann, prevê investimento de R$ 44 milhões nos próximos três anos em projetos culturais.

A proposta prevê a construção de bibliotecas, pontos de cultura e salas de cinema nos 29 municípios brasileiros vizinhos ao reservatório de Itaipu e também no Paraguai.

Segundo Gladis Mirtha Baez, integrante do Grupo de Trabalho para a implantação do plano de ações culturais, após a consolidação da proposta, o modelo será repassado à Secretaria Nacional de Cultura do Paraguai. “Primeiro estamos discutindo com os municípios brasileiros, depois a reunião será com os paraguaios”, explicou.

Como no período eleitoral, ou seja, até outubro, a Legislação Eleitoral não permite fazer o repasse de recursos, a equipe aproveitará estes três meses para definir os detalhes do consórcio. A próxima reunião está marcada para dia 5 em Foz do Iguaçu e, no dia seguinte, em Maripá.

Fonte: JIE

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Joel de Lima fala sobre impactos do PAC no Paraná

Em entrevista a Radio Foz, o assistente da diretoria-geral da Itaipu Binacional, Joel de Lima, falou sobre os impactos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), no Paraná e, sobretudo, em Foz do Iguaçu.


Segundo ele, todas as cidades paranaenses estão recebendo investimentos. Entretanto, Foz é uma das mais privilegiadas. Entre as obras em andamento ou finalizadas é a construção das casas da Vila União, antiga favela da Guarda Mirim; do Loteamento Buba, na região do Porto Meira e o Centro de Convivência Érico Veríssimo. A Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA), é outro exemplo. Ainda está contemplado e deve iniciar a construção nos próximos meses, a 2a Ponte, a qual ligará o Brasil e o Paraguai, bem como a reforma do Aeroporto Internacional.


No entendimento de Joel, as obras do PAC buscam garantir a infraestrutura para o país crescer. “O Brasil está crescendo. Os empresários precisam ter por onde escoar seus produtos. Para isso são necessários investimentos em rodovias, portos, ferrovias, saneamento, entre outros”, disse.


Como falta de infraestrutura, relembrou o apagão em 2001. “O Brasil nem estava crescendo tanto é houve a falta de energia”.


Itaipu


Durante a entrevista, Joel ressaltou a função da Itaipu Binacional na região. “A empresa segue a lógica e obedece as determinações do governo federal. Os investimentos estão na mesma linha”, pontuou.


Ele destacou também o papel de Foz para o país. A realidade do município é diferente de Cascavel, por exemplo. Embora sejam cidades com populações parecidas, o cotidiano é outro. “Foz está a anos-luz na frente. Nossa indústria não está na beira da estrada, mas no turismo”, destacou.

“Precisamos parar de pensar pequeno e estabelecer outros parâmetros de comparação. Na área de turismo, discutirmos com o Rio de Janeiro”, completou.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Joel de Lima almoça com guardas-mirim

O assistente da diretoria-geral da Itaipu Binacional, Joel de Lima, almoçou na terça-feira com jovens da Guarda Mirim (GM), em Foz do Iguaçu. "A instituição pode ser considerada uma das mais importantes para o município. É elo entre os adolescentes e o primeiro emprego", disse Joel.


Segundo o diretor da Guarda, Hélio Cândido Carmo, os meninos e meninas entre 14 e 18 anos fazem o cadastro e logo depois, são encaminhados para empresas parceiras. A Itaipu é uma delas.


Atualmente, dos 868 adolescentes inscritos na Guarda Mirim e inseridos no mercado de trabalho, 210 atuam como jovens aprendizes na Itaipu. Eles fazem parte do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT).


Cada adolescente recebe uma bolsa no valor de um salário mínimo e, participa de cursos em diversas áreas como rotinas administrativas, informática, mecânica de veículos leves e música.


Ainda pode usufruir o café da manhã e o almoço servido diariamente pela Guarda Mirim.

Conferência debate direitos da pessoa idosa em Foz


Foi aberta na segunda-feira à noite, no Centro de Convivência do Idoso em Foz do Iguaçu, a 2ª Conferência Municipal da Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. Os debates e palestras continuam nesta terça, durante todo o dia com a participação de gestores públicos, assistentes sociais, médicos e os próprios idosos.

Ainda hoje, os participantes devem escolher oito delegados do município para participar da conferência regional e, posteriormente, da conferência nacional, que será em 2011. As decisões tomadas nestes encontros ajudarão a definir as políticas públicas para todo o Brasil.

Itaipu foi representada pelo assistente do DGB Joel de Lima. Na abertura, Joel afirmou que, a conferência é um dos tripés para a elaboração de políticas públicas para pessoas com mais de 60 anos.

Segundo a Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, também chamada de Constituição Cidadã, os gestores públicos devem formular ações preventivas. “No caso da saúde, é necessária a construção de hospitais, mas a prioridade deve ser a prevenção de doenças e a garantia da qualidade de vida da população”, exemplificou Joel.

Joel: "Administrador deve buscar respaldo na comunidade".


O segundo ponto é a execução das políticas próxima do público alvo. E o terceiro é a participação da comunidade. “O administrador público pode até pensar, mas precisa buscar respaldo na população. Por isso as conferências são importantes”, explicou o assistente do DGB. Ele completou fazendo uma comparação: “Esse tripé pode ser comparado a um banquinho com três pernas. Se tirarmos qualquer uma delas, ele perde o equilíbrio e cai”.

Em prol do idoso

A Itaipu auxilia no fortalecimento das políticas públicas em prol da pessoa idosa através de pelo menos três programas. A empresa é parceira da Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati), hoje com 38 acadêmicos. Por meio do Programa Rede Cidadã, a empresa contribui para a alfabetização de jovens e adultos.

Um dos eixos temáticos do Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde (GT-Itaipu Saúde) é Saúde do Idoso. A comissão elabora projetos com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dês público.

Atualmente, de acordo com dados repassados pela secretária municipal de Assistência Social, Rosilene Link, o número de pessoas com mais de 60 anos aumentou consideravelmente. Somente em Foz são mais de 20 mil pessoas, ou cerca de 6,5% da população.

Fonte: JIE

Plugado! transforma vida de jovens iguaçuenses

O projeto “Plugado – Canais Ligados na Cultura!”, mantido pelo Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA) de Itaipu e pela Casa do Teatro, está transformando jovens carentes de Foz do Iguaçu.

De meninos e meninas tímidas, após os seis primeiros meses do projeto, o desempenho escolar melhorou, a convivência com os pais ficou mais tranquila e o senso crítico mais aguçado.

Tico Santa Cruz faz palestra aos plugados: interesse e vontade de mudar o mundo.

Apesar da pouca idade, esses jovens são responsáveis por ministrar aulas de teatro e dança para crianças e aos próprios colegas de sala. O resultado do trabalho desses garotos e garotas poderá ser conferido nos dias 14, 15 e 16 no Teatro Barracão. Mais de 100 adolescentes subirão ao palco para encenar vários espetáculos.

Um dos plugados é Tiago Lizarte, que pela manhã é aluno do Ensino Médio no Colégio Barão do Rio Branco, à tarde é professor de teatro dos amigos. “Dou aula até para a minha namorada”, conta.

Para o adolescente, ser um dos 40 integrantes do Plugado! é uma oportunidade única. “Sempre quis fazer teatro, mas nunca tive condições. Hoje, posso sonhar com a faculdade de artes cênicas”, diz.

A maior transformação de Tiago, conforme amigos e parentes, é o sorriso no rosto. Desde que foi um dos selecionados para ser plugado, o rapaz conversa mais, brinca e até sorri com mais facilidade.

A universitária

Giovana Ritchiely Freire é a única plugada universitária do grupo. A acadêmica de pedagogia dá show nas aulas. Ela une a teoria repassada pela faculdade à prática teatral. “Tenho 20 alunos entre 11 e 14 anos”, diz.

Para Giovana, é muito gratificante compartilhar um pouco do conhecimento com outras pessoas. “Faço teatro há pouco mais de dois anos. E, agora, posso repassar para as crianças. Elas estão bem animadas”, diz.

Marcos, primeiro à esquerda, hoje mais indendente; Giovana, a universitária que dá show nas aulas de teatro; e Tiago, agora só sorrisos.

A jovem amadureceu muito neste período. “Antes de falar com as crianças eu preciso estudar um pouco. Falamos de teatro, mas também sobre assuntos da atualidade como dengue, sexualidade e até política”, conta.

Diferente de Tiago e Giovana, Marcos Anzoategui sempre foi muito falante. Mas a participação no Plugado! deu a ele mais liberdade para lutar pelos ideais e ser mais independente. “Tenho um tio que é ator e desde pequeno me espelho nele”.

Outra vantagem apontada por Marco e pelos outros plugados é a bolsa de R$ 100 oferecida aos meninos e meninas. Para muitos jovens pode até não ser um valor muito alto, mas para Marcos resolve alguns problemas. “Ela realmente auxilia. Consigo ajudar meus pais. E, ainda, posso sair sem precisar pedir dinheiro à minha mãe. Às vezes, até peço emprestado, mas pago logo depois”, diz.

Movimentação Cultural

De acordo com a diretora da Casa do Teatro, Arinha Rocha, o projeto mudou o perfil dos adolescentes. “Estão mais soltos, mais felizes e muito mais responsáveis”, garante.

Para Arinha, toda esta transformação foi possível graças ao apoio da Itaipu. Além das aulas, nestes seis meses, os adolescentes organizaram dois eventos. O primeiro reuniu 250 jovens no Refúgio Biológico. No outro, mais de 2 mil meninos e meninas participaram do Festival Fala aí!, que teve a participação do vocalista da Banda Detonautas, Tico Santa Cruz. Foram realizadas ainda dezenas de oficinas. “Itaipu é a responsável pela movimentação cultural desta cidade”, elogia Arinha.

Gladis Mirtha Baez, coordenadora do PPCA, afirma que a Itaipu é parceira do Plugado! por ser um projeto que incentiva a juventude a participar de ações sociais e comunitárias como medida de prevenção e enfrentamento da violência.

Segundo Joel de Lima, assistente do diretor-geral brasileiro, o apoio e o engajamento da empresa em projetos de atenção à infância e aos jovens visa fomentar a elaboração de políticas públicas para o segmento juvenil e garantir espaços para os adolescentes apresentarem suas demandas.

Fonte: JIE

Cooperativa Lar inaugura unidade em San Alberto no Paraguai


O assistente da diretoria-geral, Joel de Lima, representou a Itaipu Binacional na inauguração da unidade da Cooperativa Agroindustrial Lar, em San Alberto, no Paraguai.


Conforme o diretor-presidente da Cooperativa, Irineu da Costa Rodrigues, esta foi a 8a unidade paraguaia. A estrutura tem capacidade para armazenar 33 toneladas de grãos. O funcionamento garantirá ao menos mais 30 novos empregos.


Segundo Joel, a Cooperativa Lar é parecida com Itaipu. “É uma empresa binacional e tem como fundamento trabalhar para o desenvolvimento do Brasil e do Paraguai”.


Fotos: Joseani Reinheimer

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Cesta básica fica mais barata em 16 capitais em junho, indica Dieese

A cesta básica ficou mais barata em 16 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em junho.
De acordo com o levantamento, divulgado nesta segunda-feira (5), em nove cidades, a queda superou 3%. Em quatro, ficou entre 2% e 3%.

As capitais que apresentaram as maiores reduções foram Manaus (AM), 5,14%, Rio de Janeiro (RJ), 5,08%, e Vitória (ES), 4,83%.
A única capital onde a cesta básica registrou aumento de preços foi Goiânia (alta de 5,22%). O preço do feijão foi responsável pela maior parte dessa variação.

A compra do conjunto de itens básicos em São Paulo custou R$ 249,06. Segundo a pesquisa, esse foi o maior valor entre as 17 cidades. Em Porto Alegre, o preço da cesta correspondeu a R$ 248,15 e, em Manaus, ficou em R$ 236,57. As cidades mais baratas foram Fortaleza(R$ 181,92), Aracaju (R$ 184,17) e João Pessoa (R$ 193,94).

No mês passado, a cesta básica havia apresentado queda de preço em apenas 12 capitais, segundo o Dieese.

No geral, em junho, a batata foi o item que mais influenciou a queda no preço da cesta em nove capitais (fora do eixo Norte-Nordeste). O preço do item mostrou baixa menor em Goiânia do que em outras cidades (-1,24%).

Nas capitais do Norte e Nordeste, o tomate foi o item que mais influenciou a redução do valor mensal da cesta. O produto apresentou queda em 15 cidades. Nas capitais do Norte e Nordeste, foi o item que mais influenciou a redução do valor mensal da cesta. Em dez capitais, a diminuição dos preços médios ficou acima de 10%.

A carne, que tem bastante influência na cesta, teve alta em oito cidades - a maior em Goiânia (7,57%), e redução em outras nove, entre as quais mais se destacou Natal (-3,85%).

O arroz também ficou bem mais caro em Brasília (16,42%) e em Goiânia (4,92%). O feijão também apresentou aumento em dez cidades. Os destaques foram Goiânia, Aracaju e Natal, com altas de 35,87%, 29,94% e 8,27%, respectivamente.

O preço do pão subiu em 12 cidades. A maior alta foi observada em Goiânia, 3,63%, e a segunda maior, em Aracaju (1,74%). As maiores baixas ocorreram em Natal (2,41%) e Recife (2,36%).

O açúcar foi o segundo produto com maior queda de preços em todas as localidades:
a variação foi negativa em 14 cidades e nula em Recife. As maiores baixas foram
verificadas em Vitória (13,87%) e São Paulo (13%), enquanto as altas ocorreram em
Brasília (11,22%) e Belém (1,22%).

Acumulado


No primeiro semestre deste ano, em todas as localidades pesquisadas, os preços
acumulam aumento. As maiores variações foram registradas em Recife (21,88%), Goiânia (16,88%), Natal (13,80%), além de João Pessoa e Salvador, com 13,66% e 13,49%,
respectivamente.

Nos últimos 12 meses, apenas em Fortaleza foi registrada redução no valor da cesta
(-3,58%). Ao longo deste período, Manaus apresentou a maior variação para o conjunto dos
produtos: 10,64%. Entre as 16 cidades com variações positivas, as menores ficaram em
Vitória (1,68%), Porto Alegre (1,84%) e Aracaju (4,43%).

Fonte: G1, São Paulo