segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Como seria um Brasil sem Lula?, por Luis Nassif

Agora que as notícias dão conta da boa perspectiva de restabelecimento do Lula, é curioso debruçar nas análises apressadas sobre uma era pós-Lula.  
Aliás, chocante a maneira como algumas comentaristas celebraram a doença de Lula. Até nos ambientes mais selvagens - das guerras, por exemplo - há a ética do guerreiro, de embainhar as armas quando vê o inimigo caído, por doença, tragédia ou mesmo na derrota. Por aqui, não: é selvageria em estado puro.

A analista-torcedora supos que, com a doença de Lula, haveria uma mudança radical no quadro político. Sem voz, Lula seria como um Sansão sem cabelos. Sem Lula, não haveria Fernando Haddad. Sem contar os diagnósticos médico-políticos-morais, de que Lula foi castigado por sua vida desregrada. Zerado o jogo político, concluiu triunfante.

Num de seus discursos mais conhecidos, Lula bradava para a multidão: "Se cortarem um braço meu, vocês serão meu braço; se calarem a minha voz, vocês serão minha voz...".

Qualquer tragédia com Lula o alçaria à condição de semideus, como foi com Vargas. O suicídio de Vargas pavimentou por dez anos as eleições de seus seguidores. É só imaginar o que seriam os comícios com a reprodução dos discursos de Lula. Haveria comoção geral.

A falta de Lula seria visível em outra ponta: é ele quem segura a peteca da radicalização. Quem seguraria suas hostes, em caso da sua falta? Seu grande feito político foi promover um pacto que envolveu os mais diversos setores do país, dos movimentos sociais e sindicais aos grandes grupos empresariais. E em nenhum momento ter cedido a esbirros autoritários, a represálias contra seus adversários - a não ser no campo do voto -, mesmo sofrendo ataques implacáveis.

Ouvindo os analistas radicais, lembrando-se da campanha passada, como seria o país caso Serra tivesse sido eleito? É um bom exercício. Não sobraria inteiro um adversário. Na fase Lula, há dois poderes se contrapondo: o do Estado e o da mídia e um presidente que nunca exorbitou de suas funções. No caso de Serra, haveria a junção desses dois poderes, em mãos absolutamente raivosas, vingativas.

Ao fechar todos os canais de participação, Serra sentaria em cima de uma panela de pressão. Sem canais de expressão, muitos dos adversários ganhariam as ruas. Sem a mediação de Lula, não haveria como não resultar em confrontos. Seria uma longa noite de São Bartolomeu.

Essa teria sido a grande tragédia nacional, que provavelmente comprometeria 27 anos de luta pela consolidação democrática.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Disputa pelo Prêmio Betinho em Foz é uma das mais acirradas

A disputa entre os três iguaçuenses: Arinha Rocha, Célia Arantes de Souza Barbado e Hélio Candido do Carmo para a quarta edição do Prêmio Betinho – Atitude Cidadã promovido pelo Comitê de Entidade de Combate à Fome e pela Vida (Coep) é uma das mais acirradas do país. Perde apenas para os candidatos de Vitória, capital do Espírito Santo.

Até dia 31 de outubro haviam recebido 1.311 votos, enquanto os capixabas somam 2.509. No geral, o concurso recebeu 24.753 votos.

O iguaçuense que conquistar o maior número de votos receberá o título de cidadão que participa mais ativamente da comunidade onde vive, transforma a realidade e faz a diferença.

Em 2009, o Padre Giuliano Inzis, da Sociedade Civil Nossa Senhora Aparecida (SCNSA) recebeu o certificado.

Votos
A eleição está sendo feita somente pela internet através do site do Coep: http://www.coepbrasil.org.br/premiobetinho, até 25 de novembro.

A entrega dos prêmios aos vencedores será em dezembro no Rio de Janeiro.

“É um concurso em escala nacional, por isso, uma forma de divulgar ações positivas realizadas no município”, destaca o assistente do diretor-geral da Itaipu Joel de Lima, Secretário Executivo do Coep.

Para Joel, é uma forma de mostrar que além das belezas naturais como as Cataratas do Iguaçu e de obras magníficas como a Usina de Itaipu, a região reúne cidadãos capazes de fazer a diferença na vida das pessoas e na comunidade na qual está inserida.

Coep
Liderado pelo sociólogo Herbert de Souza-Betinho, o Coep foi criado em 1993, resultado do intenso movimento de mobilização da sociedade civil, frente ao quadro inaceitável de pobreza instalado no país. Incluindo organizações públicas e privadas, o Coep, é na verdade um grande espaço de organização de ações de responsabilidade social, sobretudo, no combate à fome.

O Coep de Foz do Iguaçu foi criado no final de 2003. Desde fevereiro de 2008 está sob a responsabilidade da Itaipu Binacional.

sábado, 29 de outubro de 2011

Conquista: A 40ª unidade da Aliança Francesa no país é inaugurada em Foz

Foz do Iguaçu, caldeirão cultural que reúne 75 etnias diferentes, ganhou essa semana um novo e importante ingrediente: um tempero francês. A cidade entra, oficialmente, no mapa da França no Brasil, com a inauguração da 40ª unidade da Aliança Francesa no país.

A solenidade na sede da antiga Associação de Cultura Franco Brasileira é uma conquista que começou a ser planejada em um pequeno espaço na Livraria Kunda. O esforço do casal de empresários, Nathallie e Claimar Granzotto, tornou possível trazer um pedaço da França para Foz do Iguaçu.

As primeiras aulas do idioma na livraria contagiaram outras pessoas, entre elas, o assistente do diretor-geral de Itaipu, Joel de Lima, que ocupou o cargo de presidente da Associação. Foram 15 anos onde centenas de pessoas puderam conhecer o idioma, mas também outros aspectos da cultura francesa.

Em 23 de dezembro, a entidade, sem fins lucrativos, recebeu o título da Aliança Francesa no Brasil. Desde então, a associação foi avaliada em diversos itens, inclusive no relacionamento com a comunidade. A aprovação foi unânime e a placa oficial foi afixada na sede na noite de quinta, 27.

Aliança Francesa

Criada no século 19, a Aliança Francesa é uma instituição sem fins lucrativos cujo principal objetivo é a difusão da língua e da cultura francesa fora do país. A Rede Aliança Francesa engloba mil estabelecimentos, instalados em 130 países, onde estudam 400 mil pessoas.

O primeiro braço da rede no Brasil foi instalado no Rio de Janeiro em 1885. Atualmente o grupo conta com 40 associações e 10 centros correspondentes em todos os estados brasileiros.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

“HMCC: excelência em atendimento e qualidade na gestão”, afirma Joel



O assistente do diretor-geral da Itaipu, Joel de Lima, participou na manhã desta sexta-feira, 28, da inauguração da nova unidade de Pronto Atendimento (PA) do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC). 

As reformas, no valor de R$ 1,1 milhão, foram financiadas com recursos da Itaipu e da Fundação de Saúde Itaiguapy.

Respondendo ao agradecimento do diretor-superintendente do HMCC, Anilton José Beal, “foi o Joel quem defendeu a nossa demanda junto à diretoria de Itaipu”; Joel destacou que o mérito não é dele. “Os diretores apenas entenderam que o hospital conta com uma gestão de qualidade e uma equipe responsável por um atendimento de excelência”.

Melhorias

O novo PA conta com 600 m2, o prédio tem três unidades de repouso – masculina, feminina e infantil –, cada uma com três leitos, além de isolamento e unidade de urgência e emergência.    

Atualmente, cerca de 4 mil pessoas passam pelo Pronto Atendimento do HMCC por mês. A nova ala beneficiará especialmente os casos de necessidade de internação e realização de exames.
    
A reforma também inclui revitalizações no pronto-socorro do Hospital. A entrada para pacientes emergenciais foi modificada, e os repousos e pisos passaram por adequações. Foi construída também uma ala de isolamento.
    
A aquisição de um novo aparelho de ressonância magnética, no valor de R$ 2,2 milhões, vem completar as melhorias no HMCC.

Fotos: Nilton Rolin

Experiência da Unati de Foz é contada em livro

Alunos da Unati em Foz.
 
Com o título “Aurora de Vida das Cataratas”, o trabalho desenvolvido pela Unioeste e Itaipu Binacional na Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), em Foz do Iguaçu, foi contado em um capitulo do livro “As Experiências das Universidades Abertas em um Brasil Envelhecendo”.

A obra, que reúne artigos de professores e coordenadores das Unatis de todo o Brasil, será lançada no Fórum Nacional dos Coordenadores das Unatis. O encontro começa neste sábado, em Manaus e prossegue até terça-feira, dia 1.

O capítulo, escrito pelos professores iguaçuenses Antônio Carlos Nantes, Mauro Cury e Marcos Arcoverde, resgata da história da região e também dos desafios e conquistas da instituição no município.

A Itaipu Binacional é uma das apoiadoras do livro e parceira da Universidade através do Programa Saúde na Fronteira e Rede Cidadã, cujo objetivo é erradicar o analfabetismo entre jovens e adultos nos municípios vizinhos ao reservatório de Itaipu.

“No Fórum, vamos contar um pouco da nossa experiência e tentar trazer para Foz, a XIII edição do Fórum a ser realizado em 2013”, disse Criviam Paiva de Siqueira, da Equipe do Rede Cidadã.

Unati
 
A Unati, um programa de extensão Unioeste, conta hoje com 28 alunos em sua terceira turma. Mas desde a implantação, 2009, 55 pessoas com mais de 50 anos já participaram do curso. 

O funcionamento é semelhante a uma universidade, mas para participar não é necessário ter o Ensino Médio, basta vontade de aprender. “O objetivo é oferecer aulas educativas e resgatar a cidadania dos idosos”, explicou Nantes, coordenador da Unati, em Foz.

O calendário escolar é respeitado e os alunos precisam de 75% de frequencia para receber o diploma. Com duração de dois anos, as aulas são ministradas uma vez por semana.

Durante o período letivo, desenvolvem atividades de fisioterapia, dança, palestras nas áreas de Nutrição, Psicologia, Enfermagem e Economia. Ainda, participam de passeios diversos e sessões de cinema.

Hoje no Brasil, os idosos representam seja, 9,7% da população adulta brasileira ou 18.438 milhões. Até 2025, serão 30 milhões de pessoas.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Em Foz: Ministro Paulo Bernardo participará do Congresso Paranaense de Radiodifusão

O Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, participará, no dia 4 de novembro, da 21º edição do Congresso Paranaense de Radiodifusão, em Foz do Iguaçu.

Considerado um apoiador incansável da Radiodifusão o Ministro Paulo Bernardo é uma das autoridades mais aguardadas do evento, que será realizado no Hotel Bourbon.

Na agenda regional do Ministro, ainda consta a inauguração da RPC digital, em Cascavel, na noite do dia 3 de novembro.

Parceria garante aprendizado a detentos de Foz do Iguaçu

Nove máquinas de costura foram cedidas pelo Conselho Comunitário da Vila C.
 
Ao longo do próximo mês, um grupo de 16 detentos da Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu terá uma chance de aprender uma profissão que tem cada vez mais mercado no Paraná: eles farão um curso de formação para costureiros.
     
O curso de Capacitação em Corte e Costura é fruto do trabalho de vários parceiros. Nove máquinas de costura foram cedidas pelo Conselho Comunitário da Vila C; o Senai ficará responsável pelas aulas; e a Cooperativa Lar repassou os uniformes de seus empregados para que os consertos sejam feitos pelos detentos.

  
“Essa é a primeira fase do curso. Buscaremos recursos para adquirir outras máquinas e oferecer um treinamento completo aos detentos”, explicou Luciane Ferreira, presidente do Conselho da Comunidade - instituição que ajuda o poder judiciário no cumprimento das penas em Foz.

  
Na penitenciária, os detentos também podem participar de um curso de panificação e de oficinas de artesanato. “Com essa formação, quando essas pessoas cumprirem suas penas, terão condições de ingressar no mercado de trabalho”, completou Luciane.


Fonte: JIE

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PT do Paraná lança novo portal na internet


Acesse e conheça: www.pt-pr.org.br

IFPR de Foz abre processo seletivo para três cursos técnicos

Estão abertas as inscrições para três cursos técnicos oferecidos pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR), no campus de Foz do Iguaçu: Edificações, Informática, na modalidade integrado, com aulas no período da manhã e tarde e Hidrologia, na modalidade subsequente, com aulas no período da tarde.

Ao todo estão sendo ofertadas 125 vagas. Em todo o Paraná são 3.005 divididas em 70 cursos técnicos presenciais, distribuídos nos 14 campus do instituto.

As inscrições seguem até o dia 10 de novembro e podem ser feitas pelo site www.ead.ifpr.edu.br ou pessoalmente no campus do IFPR em Foz, de segunda a sexta-feira das 9h às 12h e das 14h às 18h, somente até o dia 04 de novembro, sem taxa de inscrição.

Podem solicitar isenção da taxa os candidatos que participam de programas sociais de renda, estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou que realizaram todos os estudos em escolas públicas. A partir dessa data, a taxa é de R$ 35.   

Das vagas oferecidas, 40% serão de inclusão social, disponibilizadas para estudantes que realizaram todo o Ensino Fundamental e/ou o Ensino Médio exclusivamente em escolas mantidas pelo Poder Público e 20% serão de inclusão racial, para alunos de cor preta ou parda que possuam traços fenotípicos que os caracterizem como pertencentes ao grupo racial negro. Também haverá reserva de vagas para candidatos indígenas (5%) e com deficiência (5%). À concorrência geral, serão destinadas 30% das vagas.

Provas

A prova será realizada no dia 11 de dezembro, no próprio IFPR e em escolas da rede estadual, com conteúdos das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais, História e Geografia.
IFPR

Em Foz, o Instituto começou a funcionar em 2009, de forma provisória, nas dependências do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Hoje tem sede própria: a área do antigo Floresta Clube. O espaço de mais de 85 mil metros quadrados foi doado pela Itaipu Binacional.

O IFPR é uma autarquia Federal criada em 29 de dezembro de 2008, a partir da lei 11.892, a qual transformou a Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

Mais informações pelo telefone (45) 3422-5338 ou no site www.ead.ifpr.edu.br.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Banco de Leite faz apelo por doações

O Banco de Leite de Foz do Iguaçu, mantido pela Fundação de Saúde Itaiguapy, está com estoque muito baixo e faz um apelo à comunidade para mais doações. De acordo com a assessoria de comunicação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), com o estoque disponível na manhã desta terça-feira (25) era possível alimentar os bebês internados na UTI neonatal por apenas mais um dia. “Precisamos urgente de doação, não podemos deixar faltar este alimento”, afirmou a enfermeira Roseli de Oliveira.
 
Roseli de Oliveira mostra a geladeira vazia: "Não podemos deixar faltar este alimento".

Ainda segundo a assessoria do hospital, nos últimos meses o Banco de Leite vem registrando queda expressiva no número de doações. Em agosto, foram coletados 123 litros do material; em setembro, a quantidade caiu para 71 litros; já no mês de outubro, o volume foi ainda menor – 58 litros.

O Banco de Leite está localizado na Avenida Gramado, próximo ao Hospital Ministro Costa Cavalcanti, e tem o apoio do Rotary Clube Foz do Iguaçu, Secretaria Municipal de Saúde e Itaipu Binacional. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Quem quiser solicitar visita domiciliar pode ligar para o telefone (45) 3576-8000, ramal 8136. A equipe do Banco de Leite orienta a doadora sobre a coleta, armazenamento e conservação do leite.

Fonte: JIE

Jantar Rosa: Vamos abraçar esta causa

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Presidenta inaugura Ponte Rio Negro e assina proposta para prorrogar Zona Franca de Manaus


Ao lado do ex-presidente Lula, presidenta Dilma inaugura a ponte Rio Negro, 
em Manaus. 
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff inaugurou hoje (24) a Ponte Rio Negro, que liga Manaus ao município de Iranduba (AM). Com 3,5 quilômetros de extensão, é a maior ponte estaiada do Brasil em águas fluviais, somando 400 metros os trechos suspensos por cabos. Uma multidão enfrentou o calor para participar da cerimônia de inauguração do empreendimento no dia em que a capital amazonense comemorou seus 342 anos.
“Essa ponte mostra que é possível fazer com que aqui se gere empregos e, ao mesmo tempo, se preserve o meio ambiente”, disse a presidenta Dilma sobre a obra que levou três anos e dez meses para ser concluída, e gerou 3,4 mil empregos diretos.
O empreendimento começou ainda no governo do ex-presidente Lula, que também participou da inauguração. “Hoje é dia de alegria. Valeu a pena”, afirmou ele.

Na cerimônia, a presidenta Dilma Rousseff também assinou Proposta de Emenda Constitucional e Projeto de Lei para prorrogar por 50 anos a Zona Franca de Manaus e ampliá-la à Região Metropolitana. Os textos serão enviados ao Congresso Nacional.
“É o reconhecimento da situação do povo do Amazonas e também do que representam a floresta e a biodiversidade, essa imensa riqueza”, ressaltou a presidenta.
Ponte Rio Negro – Após a cerimônia de inauguração, a presidenta Dilma atravessou, de carro, os 3,5 quilômetros da ponte sobre o Rio Negro. O empreendimento custou R$ 1,099 bilhão, o que inclui obras complementares, como a construção de 7,4 quilômetros de acessos viários do lado de Manaus e de Iranduba, e a implantação dos sistemas de proteção dos pilares contra choque de embarcações, de sinalização náutica e de iluminação da ponte e de seus acessos.
Do total de recursos aplicados, R$ 586 milhões foram financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 513 milhões do Governo do Amazonas.

Fonte: Blog do Planalto

Participe: Inscrições para 1º Encontro Mundial de Blogueiros se encerram nesta segunda (24)


 
Foz do Iguaçu se tornará o centro de discussão das mídias alternativas de todo o planeta nesta semana. De quinta-feira (27) a sábado (29), a cidade receberá internautas e ativistas sociais de diversos países para o 1º Encontro Mundial de Blogueiros, que será realizado no Cineteatro do Barrageiro, na Itaipu. As inscrições encerram-se nesta segunda-feira (24) e devem ser feitas por meio do site http://blogueirosdomundo.com.br/inscricao.
  
A abertura oficial do evento será na quinta-feira, a partir das 19h, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu. A binacional patrocina o evento, para o qual são esperadas mais de 500 pessoas de países latino-americanos e de nações como Estados Unidos, Egito, Índia, Japão, Gana, Espanha, Islândia, França.
  
O encontro discutirá “O papel da blogosfera na construção da democracia”. Na pauta estarão temas como o impacto sofrido pelas mídias tradicionais com o advento do uso da internet como uma rede alternativa de informações. 

  
Um dos maiores expoentes do cyberativismo, o Wikileaks – site que publica informações confidenciais de interesse público, vazadas de governos e empresas – terá participação no encontro.

    
Para o porta-voz do Wikileaks, Kristinn Hrafnsson, "mídia livre é sociedade livre". 

O porta-voz da organização, o jornalista islandês Kristinn Hrafnsson, confirmou presença no primeiro dia de debates, na sexta-feira (28). Às 9h, ele dividirá a mesa ao lado de outras autoridades do jornalismo mundial, como Ignacio Ramonet, criador do jornal francês Le Monde Diplomatique.
  
O debate “O papel das novas mídias” terá ainda a presença dos brasileiros Luis Nassif, jornalista premiado e blogueiro, e Dênis de Moraes, pós-doutor em Comunicação e professor do departamento de Estudos Culturais e Mídia da Universidade Federal Fluminense (UFF).

  
Os demais painéis do dia tratarão das experiências progressistas nos Estados Unidos e Europa, às 14h, e na Ásia e África, às 16h. Também são esperados Jesse Chacón, ex-ministro das Comunicações da Venezuela, e Pascual Serrano, fundador de um dos maiores sites de esquerda da Europa, o Rebelión, entre outros.

 
No sábado, dia 29, a programação será retomada às 9h com o painel sobre as ações de mídia na América Latina. Às 14h, o painel se volta para o Brasil. O ministro dos Esportes, Orlando Silva, é uma das autoridades previstas para o encontro no sábado.   
A última discussão do evento tratará da luta pela liberdade de expressão e pela democratização da comunicação, com início às 14h. No encerramento, os participantes aprovarão uma carta única de propostas sobre o tema.

  
O encontro é promovido pelo Instituto Barão Itararé e Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores da Comunicação (Altercom), com o patrocínio da Itaipu Binacional e apoio da Universidade Federal da Integração Latino Americana (Unila) e do ClickFoz, entre outros.

  
Em rede 
   
A programação completa foi apresentada na última sexta-feira (21) à imprensa local de Foz do Iguaçu pelos organizadores Altamiro Borges e Esmael de Morais. A reunião contou com a presença de Gilmar Piolla e de alguns tuiteiros famosos da cidade, como Jacqueline Pereira, que tem mais de 13 mil seguidores no seu perfil @nerdeliciouss no Twitter.
    
Segundo Altamiro Borges, o Encontro em Foz abrirá portas para o aumento da representatividade da blogosfera no Brasil. Para 2012, os organizadores já planejam ampliar os temas discutidos, com o convite a blogueiros dos setores de viagens e criatividade.

Fonte: JIE

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Mais de 70% das micros e pequenas empresas resistem aos dois primeiros anos

De cada 100 micros e pequenas empresas (MPE) abertas no Brasil, 73 permanecem em atividade após os primeiros dois anos de existência. A informação vem do estudo sobre Taxa de Sobrevivência das Empresas no Brasil, lançado nesta quinta-feira (20) pelo Sebrae. Os micros e pequenos negócios, juntamente com os empreendedores individuais, representam 99% do total de empresas e mais da metade dos empregos formais no País. 

Os dois primeiros anos de atividade são considerados os mais críticos para uma empresa, entre outras razões porque é necessário conquistar uma base de clientes, tornar-se conhecido no mercado, reinvestir a maior parte das receitas no negócio e superar dificuldades de gestão, especialmente entre os empreendedores que não tinham experiência anterior como empresários.

Segundo o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, o alto índice de sobrevivência no Brasil é resultado de vários fatores, entre eles o avanço da legislação referente às micros e pequenas empresas, o aumento na escolaridade dos empreendedores, a maior demanda por capacitação dos empresários e o forte crescimento do mercado consumidor brasileiro.

“O ambiente legal está muito mais favorável desde a criação do regime tributário do Supersimples, que já conta com mais de 5,5 milhões de optantes, e a criação do Empreendedor Individual, que já tem 1,6 milhão de pessoas formalizadas”, afirma Barretto. “O Sebrae também percebeu que o empresário está buscando capacitação e inovação para ser mais competitivo, já que não se fazem mais negócios com base apenas na experiência e intuição”, completa.

O estudo mostra que as indústrias são as que mais obtêm sucesso. De cada 100 empresas abertas, 75,1% permanecem ativas nos dois anos seguintes. Em seguida, aparecem comércio (74,1%), serviços (71,7%) e construção civil (66,2%). As empresas da região Sudeste apresentam os melhores índices (76,4%). Na sequência, vêm as regiões Sul (71,7%), Nordeste (69,1%), Centro-Oeste (68,3%) e Norte (66,0%).

Comparando o desempenho nacional com o de outros países, o Brasil aparece em situação privilegiada. O índice de sobrevivência das micros e pequenas empresas brasileiras é superior ao de nações como Espanha (69%), Itália (68%) e Holanda (50%) e bastante próximo do Canadá (74%). Na Europa, os dados são verificados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Fonte: Bem Paraná

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Arte para todos: Café com Teatro reúne manifestações culturais da região, no domingo

Culturas em todas as linguagens. Arte para todas as idades. No domingo, a partir das 17h, no Teatro Barracão em Foz, terá apresentações de música, teatro, dança, literatura e artesanato em mais uma edição do Café com Teatro.

Desde seu lançamento em 2007, cerca de 300 grupos, companhias e artistas já compartilharam as suas produções no encontro, que acontece a cada dois meses. Para o evento de domingo, estão confirmadas 25 atividades artísticas e culturais.

Como explica a coordenadora do Café com Teatro, a atriz Rosângela Rocha, o objetivo é manter fluída esta miscelânea de formas, estilos e linguagens, onde os produtores podem trocar impressões sobre os trabalhos que são realizados aqui na região. “A cada edição, são mais de 20 espetáculos apresentados, o que demonstra a vitalidade da cena cultural da cidade, que é constante e criativa, em permanente comunicação com as produções argentinas e paraguaias”, diz Rosângela, que também integra a direção da Casa do Teatro.

Além das apresentações artísticas, o evento conta com produtos de brechó, com  as novidades e lançamentos de roupas, calçados e acessórios das estações passadas. Os participantes do evento podem ainda dispor de um living bar, instalado pelo Zeppelin Old Bar.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

MEC quer transformar institutos federais em escolas binacionais

A meta do Ministério da Educação (MEC) é desenvolver até 2014 cursos técnicos binacionais em institutos federais em 11 estados fronteiriços, entre eles, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

As metodologias estão sendo debatidas no 2o Encontro do Projeto “Institutos Federais na Fronteira”, organizado pelo MEC, em Foz do Iguaçu. O evento aberto na terça encerra nesta quinta-feira, 20, no Hotel Carimã.

Além de diretores das instituições brasileiras, participam dos debates representantes dos Ministérios da Educação e Escolas Técnicas da Argentina, Paraguai e Uruguai.

O objetivo é oferecer educação profissional e tecnológica à população das cidades fronteiriças, como forma de promover o desenvolvimento local de maneira sustentável, contribuir para a diminuição dos problemas sociais da região e incentivar a integração do Brasil com os demais países da América do Sul. “Esse encontro visa conhecer os projetos pedagógicos dos institutos dos países vizinhos, definir as metodologias e construir um modelo semelhante de cursos técnicos”, disse Rodrigo Torres, coordenador do projeto pelo (MEC).

Piloto

O diretor do Iguaçu do Instituto Federal do Paraná (IFPR), em Foz do Iguaçu, Luiz Carlos Eckstein, disse que o campus é um exemplo positivo do projeto. “Ainda não temos turmas destinadas a alunos estrangeiros, mas temos jovens paraguaios estudando no instituto”, explicou.

O paraguaio Pablo Gabriel Benitez é um deles. Atravessa todos os dias a Ponte da Amizade para estudar Aquicultura no IFPR de Foz. “No Paraguai não tem esse curso. No IFPR vi a possibilidade de uma nova profissão. O idioma, tampouco, as diferenças culturais foram empecilhos. Estou muito satisfeito”, contou.

O projeto piloto oficial do MEC foi desenvolvido no Instituto Federal do Sul, em Livramento, no Rio Grande do Sul e, na Universidad del Trabajo del Uruguay (UTU). O uruguaio Márcio Paz, cursa Informática em Livramento. “No início não foi fácil, mas alguns problemas como o idioma, por exemplo, foram solucionados bem antes do previsto. Hoje, falo o português fluentemente”, relatou.

Já a gaúcha Juliane Rosa, estuda no Uruguai. O incentivo para fazer um curso binacional foi justamente o aspecto do novo. Sem contar a possibilidade de conhecer e apreciar uma outra cultura. “Sabia falar um pouco de espanhol, mas como todo começo, tivemos algumas dificuldades com o idioma”, disse. Durante as conversas era tudo bem. Ficava mais complicado no momento em que o professor começava a ditar. “Ele falava duas ou três palavras e dizia ‘coma’, depois, mais quatro e ‘coma’. Não entendíamos nada até que resolvemos perguntar o que era ‘coma’. A palavra em espanhol significa vírgula”, contou Juliane.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Foz recebe o Dia Internacional da Animação

Dia 28, às 19h30, o riso e a diversão irão sintonizar o município de Foz do Iguaçu e centenas de cidades brasileiras, ainda, outras tantas espalhadas por 30 países, durante a realização do Dia Internacional da Animação (DIA), maior evento simultâneo de cinema de animação do mundo. As apresentações serão feitas no Teatro Barracão

Além de ajudar a difundir a linguagem artística, a mostra, criada em 2002, pela Associação Internacional do Filme de Animação (ASIFA), visa celebrar o dia mundial da animação, que marca a realização da primeira projeção de imagens audiovisuais, ocorrida em 1892.
A programação do DIA é organizada pela Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA) e apresentado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com o apoio dos programas de fomento do Ministério da Cultura (MinC).

Em Foz, a maratona de cinema de animação é promovida pelas associações culturais Casa do Teatro, Associação Guatá, Casa da América Latina e a subseção local do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor). A ação conta, ainda, com o apoio cultura do site de notícias H2Foz.

Expectadores

Esta será a terceira edição iguaçuense do DIA. Nos dois anos anteriores, cerca de 15 instituições organizaram projeções da mostra, reunindo cerca de 12 mil espectadores por ano. Agora, além das exibições, os promotores locais do evento pretende realizar uma oficina de formação em cinema de animação, além de levar o circuito para as cidades da Argentina e do Paraguai e de alguns municípios vizinhos.

Em todo o Brasil, serão aproximadamente 300 cidades integradas pelas exibições e outros 30 países também sediarão o evento, entre eles, Coréia do Sul, França, Polônia, Rússia, Grécia, Austrália, Egito, EUA, Portugal, Hungria, Índia, Israel, Iran, Bósnia e Herzegovina, Sérvia, Romênia,Suécia, Japão, China, Austrália, Finlândia, Alemanha e Inglaterra.

Filmes

Entre os filmes a serem exibidos: “Menina da Chuva” de Rosária (Rio de Janeiro/RJ), “O Céu no Andar de Baixo” de Leonardo Cata Preta (Belo Horizonte/MG), “Sambatown” de Cadu Macedo (Ribeirão Preto/SP), “O Ogro” de Márcio Júnior e Márcia Deretti (Goiânia/GO), “A Fábula da orrupção” de Lisandro Santos (Porto Alegre/RS), “No Baque” de Carlon Hardt (Curitiba/PR), entre outros. Entre os selecionados da Mostra Internacional, destaque para “Desassossego” de Lorenzo Degli’Innocenti (Portugal/Espanha), “Danny Boy” de Marek Skrobecki (Polônia), “The Line” de Yannis Koutsouris e de Nasos Mirmiridis (Grécia), “Here Be Treasure” de Samuel Lewis (Austrália), “Magic Pot” de Andrey Bakhurin (Russo) e “Birthday Party” de JO Joo-sang (Coréia do Sul).

SERVIÇO:

Dia Internacional de Animação – Mostras Nacional e Internacional
Quando: 28 de outubro, às 19h30
Onde: Teatro Barracão
Entrada Gratuita

Fonte: Assessoria

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

MEC promove em Foz encontro de institutos federais na fronteira

O Ministério da Educação (MEC) promove desta terça (18) até quarta-feira, no Hotel Carimã, em Foz do Iguaçu, o 2o Encontro do Projeto “Institutos Federais na Fronteira”.

O evento será aberto, às 9h30, e contará com a presença de Eliezer Pacheco, Secretário de Educação Profissional e Tecnológica, no Brasil e, representantes dos Ministérios da Educação e Escolas Técnicas da Argentina, Paraguai e Uruguai.

Durante os três dias, serão apresentadas possibilidades de transformar os institutos federais, localizados em cidades fronteiriças, em escolas binacionais. Desta forma, ofertar educação profissional e tecnológica à população das cidades fronteiriças, como forma de promover o desenvolvimento local de maneira sustentável, contribuir para a diminuição dos problemas sociais da região e incentivar a integração do Brasil com os demais países da América do Sul. E uma apresentação do Projeto Piloto Brasil (IFSul) e Uruguai (CETP-UTU), no Rio Grande do Sul.

O diretor do Iguaçu do Instituto Federal do Paraná (IFPR), em Foz do Iguaçu, Luiz Carlos Eckstein, diz que o campus é um exemplo positivo do projeto. “Ainda não temos turmas destinadas a alunos estrangeiros, mas temos jovens paraguaios estudando no instituto”, explica.

Fronteiras
De acordo com a Constituição Federal de 1988, a faixa de até cento e 50 quilômetros de largura, ao longo das fronteiras terrestres brasileiras, é designada como faixa de fronteira. A brasileira abrange um total de 588 municípios, de 11 estados, correspondendo a um total de 27% do território nacional e reunindo uma população estimada de 10 milhões de habitantes. Desses estados brasileiros 10 têm potencial para receber os cursos técnicos, materiais bilíngues e aulas de idioma. Entre eles, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Mais informações pelo telefone (45) 3422-5300.

Prefeitos de todo o Brasil se reúnem em Foz

Começa nesta segunda-feira, 17, e vai até amanhã no Recanto Park Hotel, em Foz do Iguaçu, a 60a Reunião Geral da FNP – Frente Nacional de Prefeitos. É a primeira vez que o encontro é realizado fora de uma capital e terá transmissão ao vivo pela internet no endereço:

 http://www.60reuniaogeral.fnp.org.br/transmissao-online

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Anistia: Pedidos de reparação são julgados em Foz com presença do Ministro da Justiça

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu recebeu nesta sexta-feira, 14, a 52ª Caravana da Anistia do Governo Federal. Antes do início das atividades, foi exibido o curta- metragem “30 Anos de Anistia Política”, contando os fatos que marcaram o período “negro” da ditadura militar, que ocorreu entre os anos de 1946 e 1988.

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o Secretário Nacional de Justiça e Presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, Paulo Abrão, abriram a cerimônia com pedidos de desculpas, em nome do estado, aos perseguidos políticos vítimas de torturas e assassinatos. “Que esses crimes sejam reparados não só por indenização, mas pelo resgate da honra e memória de todos os que sofreram com as ações de agentes do estado durante a ditadura militar”, afirmou o Ministro da Justiça.

Entre os esforços do governo para identificar opressores e reparar as vítimas da ditadura, o ministro lembrou que tramita no Senado um projeto de lei que institui a Comissão da Verdade e deve ser aprovado nos próximos dias.

Um dos momentos de grande emoção foi durante a entrega do certificado de anistia política aos ex-perseguidos políticos no Paraná e moradores de Foz, Edésio Franco Passos, diretor Administrativo da Itaipu Binacional e Aluízio Palmar, Presidente do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular.

A lei brasileira prevê dois tipos de reparação de danos, o moral e o econômico. No primeiro caso, o requerente recebe a declaração de anistiado político, quando o estado reconhece o direito de resistência. Já a reparação econômica é para aqueles que tinham vínculo laboral e o perderam, ou seja: ficaram sem o emprego, o estado tem o dever de conceder uma prestação mensal permanente continuada no valor correspondente ao cargo que ele ocuparia se estivesse na ativa. E os que não tinham vínculo de trabalho e mesmo assim foram prejudicados pela ditadura, podem receber o montante global, de uma só vez, denominada prestação única, que não supera o valor total de cem mil reais. Existem 70 mil processos de perseguidos políticos, 60 mil foram julgados pela comissão de anistia.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Joel recebe comitiva de Terra Roxa


O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (13), no Centro Executivo.
  
O assistente do diretor-geral da Itaipu,  Joel de Lima, recebeu uma comitiva do município de Terra Roxa (PR), na manhã desta quinta-feira (13), no Centro Executivo. Participaram do encontro o prefeito, Donaldo Wagner, e o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, além de secretários municipais e vereadores. Em pauta, a comemoração dos 50 anos de emancipação política da cidade, que será celebrado de 10 a 14 de dezembro.


Fonte: JIE

Com o apoio da Itaipu, Vara da Infância lança Campanha Adoção Legal


Reunião da Rede Proteger, nesta quinta-feira (13), em Foz do Iguaçu.
  
A Vara da Infância e da Juventude de Foz do Iguaçu e o Instituto Elos lançaram, nesta quinta-feira (13), na Igreja do Maracanã, a Campanha Adoção Legal. O lançamento aconteceu durante reunião da Rede Proteger – da qual a Itaipu faz parte.
  
Com o uso de folder e palestras nas unidades básicas de saúde, a proposta é conscientizar gestantes sem a intenção e a condição de cuidar de seus filhos a entregarem os recém-nascidos à Vara da Infância, delegacias ou nos próprios postos de saúde. O objetivo é evitar que os bebês sejam vítimas de tráfico ou abandono.
  
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolve a campanha em todo o Brasil, mas em Foz ela será reforçada porque, nos últimos meses, a Vara da Infância registrou vários casos de entrega ilegal de bebês.
  
A proposta é proteger a mãe biológica, o bebê e a mãe adotiva. “As instituições que formam a Rede podem nos ajudar a conscientizar essas mães e evitar, inclusive, o tráfico, garantindo os direitos dessas crianças de ter um lar saudável e seguro”, justificou Adriana Campos, diretora do Instituto Elos.
  
Registro
  
A Adoção Legal promove a proteção e o registro da história de cada bebê. Por meio do curso “Fazendo História”, oferecido pelo do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu, o Instituto Elos registra em álbuns a história dos meninos e meninas. “Embora seja uma criança adotada, ela tem um histórico. Mesmo depois da adoção continuamos fazendo o acompanhamento”, explicou.
   
Reunião
   
Outra novidade foi a participação do grupo de empregados e terceirizados da Itaipu que participa do projeto Crescendo com Cidadania. “Viemos para conhecer o funcionamento de cada instituição. Assim, quando encontrarmos um caso de desrespeito aos direitos da infância, sabemos o que fazer e qual atitude tomar”, explicou Amadeu Oliveira Neto, da Divisão de Segurança da Central (SEOC.AD).


Fonte: JIE

Responsabilidade Social: Experiência de Itaipu é apresentada na Semana Acadêmica da Uniamérica